Site Loader
EnglishPortugueseSpanish

Já pensou sobre o que significa investir? De forma simples, é usar o seu dinheiro para conseguir ganhar mais dinheiro. Essa definição, para alguns, pode parecer estranha, já que costumamos associar rendimentos ao trabalho, e o dinheiro ao pagamento de contas. É aí que entram em cena os investimentos imobiliários.

Como funcionam os investimentos imobiliários?

Os investimentos imobiliários podem ser feito de maneiras diferentes, dependendo do seu perfil de investidor e recursos disponíveis. Em nosso artigo abordaremos a administração de uma carteira de imóveis, ou seja, comprar para revender ou alugar e, assim, obter o seu lucro. Há quem se especialize em adquirir propriedades na planta para revender depois de prontos, quem se dedica às reformas ou construção para valorizar, quem opta pelo aluguel (temporada ou mensal) como fonte de renda fixa. Existem, ainda, os que escolhem tipos de imóveis ou localizações com maiores chances de valorização.

Por que investir em imóveis?

Se investir é fazer o seu dinheiro trabalhar por você, é preciso considerá-lo como uma proposta de emprego. Salário, benefícios, ambiente e chances de crescimento costumam ser os fatores primordiais. Afinal, ninguém quer pagar para trabalhar, certo?

 

Preparamos uma lista mostrando os principais pontos dos investimentos no mercado imobiliário que você deve conferir na hora de escolher a aplicação ideal para seus recursos.

Valorização

Quando bem escolhidos, os imóveis representam uma aplicação rentável em médio e longo prazo. Vamos tomar como exemplo uma cidade de veraneio. Você adquire um terreno por um preço atraente e resolve construir uma residência para passar as férias com a família.

Segurança

Há quem considere o investimento em bens menos duráveis como uma alternativa interessante, como obras de arte e joias, e quem ache atraente os ganhos rápidos e exponenciais com o mercado de ações. Porém, em ambos os casos, o risco é maior.

Por essas razões, os imóveis são uma maneira de aplicar recursos e minimizar as chances de perda. Salvo situações extremas, é muito difícil que um bem imóvel sofra deterioração repentina que impeça o seu uso ou repasse. Da mesma forma, roubos e furtos são praticamente impossíveis e, em casos extremos, é possível contar com a lei para solicitar o despejo e reaver a unidade tomada.

Aluguel, uso próprio ou renda extra?

O dinheiro gasto com a locação de um imóvel — comercial ou residencial — costuma ser considerado por alguns como um valor perdido para o locatário, já que não apresenta outro benefício que não o da moradia/ponto comercial.

Além de pagar o proprietário pelo uso, o locatário tem uma série de obrigações para com o imóvel, como a manutenção da estrutura básica e o pagamento de taxas e impostos, como contas, condomínio e IPTU. Além disso, em muitos casos, o locador exige a contratação de um seguro-fiança ou depósito-caução, um peso a mais no orçamento.

Retorno do investimento

A aplicação em imóveis pode não ter alta liquidez quando comparada a outras formas de investimento, como as ações. Porém costuma apresentar bons índices de retorno na hora de negociar.

Diversificação

Comprar um imóvel não significa, necessariamente, comprar uma casa. É possível aplicar em diferentes oportunidades no mercado, de acordo com os recursos disponíveis no momento e de acordo com as previsões de retorno. É possível se planejar para adquirir uma sala comercial, uma loja, um terreno, que podem ser negociados como for mais vantajoso.

Terceirização da administração

Investir em imóveis tem suas vantagens. Contudo, dependendo da sua carteira de bens — quantidade, localização, tipo de negociação — pode ser complicado administrar tudo sozinho. Além da burocracia envolvida nos processos (financiamento, compra, venda, locação), outras preocupações da rotina devem ser consideradas (inadimplência, impostos, reformas, taxas) por quem deseja participar desse mercado.

Post Author: Gilberto Britto

Mais de 25 anos de experiência no mercado imobiliário, corretor, administrador, Avaliador e Perito Forense Imobiliário e Ambiental, Imortal e Embaixador da Academia de Letras do Brasil, Bacharel em Ciência da Computação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Pós-Graduado em Análise de Negócios e da Informação pelo Instituto de Educação Tecnológica de Minas Gerais, Mestre em Filosofia e Literária e Doutor em Filosofia e Psicologia pela Emill Brunner University e Association American World Universities and Colleges – AAWUC, Técnico em Transações Imobiliárias (TTI) pelo Instituto Arnaldo Prieto do Rio de Janeiro, Avaliador e Perito Imobiliário e Ambiental pela Unimóveis de Minas Gerais, Certified International Property Specialist pela National Association of Realtors, Personal & Professional Coaching e Certified Executive Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching, Professional Coaching Practitioner pela ABRACOACHING, Assessment Alfa pela Worth Ethic Corporation, sólida carreira marcada em empresas de porte, palestrante, coach. Atualmente é Diretor do Grupo Britto, Conselheiro e Membro da Comissão de Ética e Fiscalização Profissional do CRECI/MG, Consultor e Professor em instituições de ensino superior, Agente de Propriedade Industrial do INPI, Membro e Professor da CMI/SECOVI-MG e SINDUSCON-MG, Membro do Comitê Brasileiro e Organismo de Normalização Setorial da ABNT (Construção Civil, Informação e Documentação), Membro da International Coach Federation. Foi agraciado pelo Centro Nacional de Formação Superior Ibero-Americano e pela Academia de Letras do Brasil com o Grau Honorífico de Catedrático em Avaliação e Perícia de Imóveis e também Tópicos Especiais de Engenharia. Ministra cursos nas áreas de gestão empresarial, construção civil, engenharia, avaliação e perícia imobiliária e ambiental, real estate e coaching.