Site Loader

A cozinha americana e seu conceito de integração de ambientes representam uma tendência cada vez mais seguida no país. Profissionais da área de construção estimam que nos últimos dez anos a preferência pela cozinha americana chegou a crescer mais de 50%.

Diferente dos cômodos convencionais, cercados por 4 paredes, a cozinha americana é aberta e integrada a um ambiente maior, geralmente a sala de jantar. Os dois cômodos são divididos apenas por uma bancada. O formato contribui para aumentar a sensação de amplitude e integração entre os ambientes.

Apesar de ser cada vez mais comum, antes de optar pela cozinha americana, seja na sua nova casa ou em uma reforma, analise os prós e os contras desse tipo de construção. Fizemos um levantamento das principais vantagens e desvantagens da cozinha integrada para que você possa escolher com mais convicção aquela que mais se adequa ao seu perfil e de sua família:

Vantagens:

Mais espaço: Com a redução do número de repartições e a integração de mais de um ambiente, a sensação é de que há mais espaço. Por isso, a cozinha americana é uma excelente opção para os imóveis pequenos. O ideal, nesses casos, é manter uma unidade visual entre os dois ambientes para aumentar a impressão de amplitude dos cômodos.

Mais integração entre as pessoas: Com a cozinha americana, é possível interagir com as pessoas que estiverem na casa ainda que elas estejam em ambientes diferentes. Isso é ótimo para quem gosta de receber amigos em casa. Enquanto você cozinha, seus amigos podem aguardar assistindo televisão na sala ou até mesmo apoiados ao balcão. Para quem tem filhos, a cozinha americana também permite que os pais estejam sempre de olho, mesmo que estejam preparando o jantar.

Iluminação mais intensa: A outra vantagem da cozinha americana é que com dois ambientes integrados, a luz natural que entra em um chega até o outro. Um ambiente iluminado também transmite a sensação de ser mais amplo.

Desvantagens:

Cheiro de comida pela casa: Fazer uma fritura em uma cozinha americana pode não ser tão agradável. Já que, com os espaços integrados, o cheiro da comida e a gordura se espalha por toda a casa.

Falta de privacidade: Para aqueles que preferem cozinhar com mais privacidade, sem se preocupar com os olhares curiosos, a cozinha americana pode não ser uma boa opção. Afinal de contas, como ela facilita a integração entre os ambientes, facilita também que as pessoas transitem e tenham acesso ao espaço. Além disso, para aqueles que são adeptos a deixar as louças sujas depois da refeição, é bom lembrar que elas farão parte da decoração e poderão ser vistas por qualquer pessoa que estiver na sala.

Menos espaço para armários: Com uma parede a menos, sobra menos espaço para apoiar os armários da cozinha. Em um imóvel pequeno, isso pode ser um problema, já que é preciso ter espaço para colocar os utensílios de cozinha e também os alimentos.

Seja qual for sua opção, depois de ler sobre as vantagens e desvantagens da cozinha americana, saiba que a Britto Consultoria & Negócios tem profissionais preparados para te ajudar a encontrar o imóvel que mais se encaixa em seu perfil.

Saudações,

Post Author: Gilberto Britto

Mais de 25 anos de experiência no mercado imobiliário, corretor, Avaliador e Perito Forense Imobiliário e Ambiental, Imortal e Embaixador da Academia de Letras do Brasil, Bacharel em Ciência da Computação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Pós-Graduado em Análise de Negócios e da Informação pelo Instituto de Educação Tecnológica de Minas Gerais, Mestre em Filosofia e Literária e Doutor em Filosofia e Psicologia pela Emill Brunner University e Association American World Universities and Colleges – AAWUC, Técnico em Transações Imobiliárias (TTI) pelo Instituto Arnaldo Prieto do Rio de Janeiro, Avaliador e Perito Imobiliário e Ambiental pela Unimóveis de Minas Gerais, Certified International Property Specialist pela National Association of Realtors, Personal & Professional Coaching e Certified Executive Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching, Professional Coaching Practitioner pela ABRACOACHING, Assessment Alfa pela Worth Ethic Corporation, sólida carreira marcada em empresas de porte, palestrante, coach. Atualmente é Diretor do Grupo Britto, Conselheiro e Membro da Comissão de Ética e Fiscalização Profissional do CRECI/MG, Consultor e Professor em instituições de ensino superior, Agente de Propriedade Industrial do INPI, Membro e Professor da CMI/SECOVI-MG e SINDUSCON-MG, Membro do Comitê Brasileiro e Organismo de Normalização Setorial da ABNT (Construção Civil, Informação e Documentação), Membro da International Coach Federation. Foi agraciado pelo Centro Nacional de Formação Superior Ibero-Americano e pela Academia de Letras do Brasil com o Grau Honorífico de Catedrático em Avaliação e Perícia de Imóveis e também Tópicos Especiais de Engenharia. O Business Model o agraciou com a premiação de Pioneirismo no Uso da Informática. Ministra cursos nas áreas de gestão empresarial, engenharia, avaliação e perícia imobiliária e ambiental, real estate e coaching.