Site Loader

De uma hora para outra seu pequeno não cumpre mais regras nem combinados? É sempre do contra, tem mania de reclamar e coloca defeito em tudo? Briga o tempo todo com o irmão, tem argumentos na ponta da língua e sempre se sente injustiçado? Só quer saber de celular e computador? São sinais de que o seu filho já não é mais aquela criancinha que costumava ser. Para ajudar pais e mães que, de repente, se viram com um pequeno pré-adolescente em casa, segue  5 dicas:

 

1 – Esteja próximo e converse: Pode parecer que não, mas nessa fase os pequenos precisam e querem atenção. Por isso, por mais que eles se fechem e se distanciem, é importante que os pais permaneçam próximos e procurem saber sobre seus sentimentos. Aproveite os momentos que passam juntos, como à caminho da escola ou na hora das refeições, para conversar com seu filho. Pergunte sobre o seu dia, seus planos e interesses, estreitando o vínculo entre vocês e dando abertura para que ele conte algo que o está incomodando, se for o caso.

 

2 – Não minimize os sentimentos: Na pré-adolescência tudo parece enorme, um probleminha vira um problemão. Uma nota ruim na prova, uma viagem que não deu certo, uma briga com um amigo, uma rejeição na escola, um “não” fora de hora… Tudo é vivido intensamente, como se cada momento fosse para sempre. Para você, tudo isso pode parecer bobo e exagerado, mas é importante que você tente compreender que os hormônios do seu pequeno estão à flor da pele. Minimizar os sentimentos e acontecimentos da vida do seu filho pode só piorar a situação, fazendo com que ele perca a confiança em você e deixe de contar o que se passa.

 

3 – Estabeleçam uma rotina: Ter uma rotina faz com que pequenos e adultos se sintam confortáveis e seguros. Como seu filho já está maior, vocês podem sentar juntos para definir as atividades, obrigações e horários dele. Isso fará com que ele se sinta incluído nas decisões de sua própria vida, estimulando a autonomia e a responsabilidade. Também vale apostar em um cronograma de rotina para vocês se organizarem. Lembrando que existem combinados negociáveis e inegociáveis, e que as regras e os limites são fundamentais para mostrar aos pequenos até onde eles podem ir.

 

4 – Conheça e se envolva com os interesses do seu pequeno: Seu filho só quer saber de internet, vídeos e jogos, e você já não sabe mais o que fazer? Nessa fase é comum que os pequenos fiquem mais “seletivos” e se distanciem de coisas que antes gostavam. Por isso, desenvolver bons hábitos (de leitura, alimentação e saúde) é fundamental para que os pequenos tenham uma boa base, que vai persistir mesmo após essa fase da pré-adolescência e adolescência. Mas, durante este período, é legal descobrir e se envolver mais com os interesses do seu pequeno. Conheça seus youtubers favoritos, procure livros relacionados aos temas que ele gosta, descubra alguma atividade física ou aula extracurricular que ele se interesse…

 

5 – Invista em mais tempo junto: A pré-adolescência é a fase onde tudo é “chato” e “um mico”. Mas não se engane com o jeitinho arredio do seu pequeno, ele pode não ser mais a criança fácil de lidar de outrora, mas, pode apostar, ele ainda adora passar tempo com você! Os momentos juntos são fundamentais nessa fase para fortalecer o vínculo e a relação de confiança entre vocês, por isso, que tal propor um passeio de bicicleta? Ou irem ao cinema para ver o filme favorito dele? Ou assistirem ao futebol juntos? Afinal, os hormônios podem até estar a mil, mas não há quem resista a momentos de carinho e diversão junto de quem se ama.

Autor do Post: Gilberto Britto

Mais de 25 anos de experiência no mercado imobiliário, corretor, administrador, Avaliador e Perito Forense Imobiliário e Ambiental, Imortal e Embaixador da Academia de Letras do Brasil, Bacharel em Ciência da Computação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Pós-Graduado em Análise de Negócios e da Informação pelo Instituto de Educação Tecnológica de Minas Gerais, Mestre em Filosofia e Literária e Doutor em Filosofia e Psicologia pela Emill Brunner University e Association American World Universities and Colleges – AAWUC, Técnico em Transações Imobiliárias (TTI) pelo Instituto Arnaldo Prieto do Rio de Janeiro, Avaliador e Perito Imobiliário e Ambiental pela Unimóveis de Minas Gerais, Certified International Property Specialist pela National Association of Realtors, Personal & Professional Coaching e Certified Executive Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching, Professional Coaching Practitioner pela ABRACOACHING, Assessment Alfa pela Worth Ethic Corporation, sólida carreira marcada em empresas de porte, palestrante, coach. Atualmente é Diretor do Grupo Britto, Conselheiro e Membro da Comissão de Ética e Fiscalização Profissional do CRECI/MG, Consultor e Professor em instituições de ensino superior, Agente de Propriedade Industrial do INPI, Membro e Professor da CMI/SECOVI-MG e SINDUSCON-MG, Membro do Comitê Brasileiro e Organismo de Normalização Setorial da ABNT (Construção Civil, Informação e Documentação), Membro da International Coach Federation. Foi agraciado pelo Centro Nacional de Formação Superior Ibero-Americano e pela Academia de Letras do Brasil com o Grau Honorífico de Catedrático em Avaliação e Perícia de Imóveis e também Tópicos Especiais de Engenharia. Ministra cursos nas áreas de gestão empresarial, construção civil, engenharia, avaliação e perícia imobiliária e ambiental, real estate e coaching.