Site Loader
[google-translator]

 

Conversando bastante sobre o mercado imobiliário com os americanos eles acham completamente absurda algumas práticas do nosso governo, bem como os juros praticados por aqui. O que eles mais ficam impressionados é com os juros de cartão de crédito girarem em torno de 300% (já reduzidos) e nos EUA em torno de 20%.

 

Atualmente no mercado americano tudo depende do tipo de compra. O percentual financiado pode variar dependendo do motivo, se para moradia o percentual é um e se para investimento é outro. Pegando uma regra atual para financiar um imóvel o valor mínimo se assemelha ao do Brasil: média de mínimo 20% de entrada e o restante financiado e o prazo de modo geral atuam até 30 anos.

 

Agora as taxas de juros oscilam por conta do imóvel ser novo, usado, quanto será dado de entrada, se você possui crédito, ou seja, tudo isso influi na taxa de juros. Pegando um excelente cenário teríamos uma taxa de juros de 5% ao ano até em torno de 9% ao ano, dependendo dos fatores listados acima.

 

E devemos lembrar que lá temos muito mais bancos que aqui no Brasil, e os bancos acabam se especializando em cada tipo de cliente, o que ajuda o livre mercado e cria condições para todas pessoas. Ou seja, você pode até ter pouca documentação, análise de crédito ou algo do tipo, porém não ficará sem financiamento, apenas terá um leque menor de opções bancárias e possivelmente pagará uma taxa de juros maior do que as outras pessoas que comprovam.

 

Quando o imóvel é financiado, os custos de financiamento já estão inclusos, todas as taxas da prefeitura, estado ou federal. No caso, o “IPTU” e as taxas que são cobradas no Brasil já são incluídas nas parcelas de financiamento diretamente. No Brasil é diferente, o valor de financiamento é um e as taxas e custos são todas à parte.

 

Outra particularidade nos EUA são os custo de fechamento do imóvel, chamado de “clousing costs”. Estes custos são como se fossem os cartórios do Brasil e tudo isto é pago no momento da compra. Por exemplo se você está comprando um imóvel de $ 200 mil e está dando 25% de entrada. Se você tiver apenas 50 mil dólares você não consegue comprar, pois as taxas de clousing costs girariam em torno de 5 até 7% do valor do imóvel, nesse exemplo seria algo em torno de $ 12 mil dólares a mais.

 

Outra curiosidade é que a exigência da maioria dos bancos, caso você seja estrangeiro e queira comprar um imóvel nos EUA, é que os valores de compra ou de entrada devem estar 30 dias antes no País para ser admitido como pagamento. Essa medida é para evitar a lavagem de dinheiro.

 

 

Autor do Post: Gilberto Britto

Mais de 25 anos de experiência no mercado imobiliário, corretor, administrador, Avaliador e Perito Forense Imobiliário e Ambiental, Imortal e Embaixador da Academia de Letras do Brasil, Bacharel em Ciência da Computação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Pós-Graduado em Análise de Negócios e da Informação pelo Instituto de Educação Tecnológica de Minas Gerais, Mestre em Filosofia e Literária e Doutor em Filosofia e Psicologia pela Emill Brunner University e Association American World Universities and Colleges – AAWUC, Técnico em Transações Imobiliárias (TTI) pelo Instituto Arnaldo Prieto do Rio de Janeiro, Avaliador e Perito Imobiliário e Ambiental pela Unimóveis de Minas Gerais, Certified International Property Specialist pela National Association of Realtors, Personal & Professional Coaching e Certified Executive Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching, Professional Coaching Practitioner pela ABRACOACHING, Assessment Alfa pela Worth Ethic Corporation, sólida carreira marcada em empresas de porte, palestrante, coach. Atualmente é Diretor do Grupo Britto, Conselheiro e Membro da Comissão de Ética e Fiscalização Profissional do CRECI/MG, Consultor e Professor em instituições de ensino superior, Agente de Propriedade Industrial do INPI, Membro e Professor da CMI/SECOVI-MG e SINDUSCON-MG, Membro do Comitê Brasileiro e Organismo de Normalização Setorial da ABNT (Construção Civil, Informação e Documentação), Membro da International Coach Federation. Foi agraciado pelo Centro Nacional de Formação Superior Ibero-Americano e pela Academia de Letras do Brasil com o Grau Honorífico de Catedrático em Avaliação e Perícia de Imóveis e também Tópicos Especiais de Engenharia. Ministra cursos nas áreas de gestão empresarial, construção civil, engenharia, avaliação e perícia imobiliária e ambiental, real estate e coaching.