Site Loader

Transmitir confiança é, por sinal, uma característica essencial para que o corretor tenha uma boa reputação profissional e sucesso na carreira. Pensando nisso, aqui temos quatro dicas para corretores que buscam conquistar a confiança dos seus clientes. Acompanhe:

1 – Tenha atenção com a sua apresentação visual e postura corporal

A maneira como você se veste, a sua higiene pessoal e até a maneira como você gesticula são fatores que afetam a sua imagem profissional. Consequentemente, estes são pontos que influenciam na confiança que você transmite aos seus clientes em potencial. Portanto, para garantir relacionamentos profissionais mais fortes, comece cuidando da maneira como você se apresenta – isso inclui ter atenção com a aparência, olhar nos olhos das pessoas enquanto conversa e treinar um aperto de mão firme.

2 – Saiba escutar

Também é importante destacar que compradores em potencial se sentem mais seguros em negociar com profissionais que entendem as suas necessidades e que mostram preocupação em atendê-las. Para isso, é preciso prestar atenção no que os seus clientes falam e também aprender a identificar o que eles precisam mas não dizem. Por exemplo, se o comprador procura uma casa para morar com a família, que inclui filhos pequenos, é bem provável que ele esteja buscando um imóvel localizado em bairro seguro, com crianças na vizinhança e escolas próximas. Quanto mais o corretor mostra que entende o cliente, mais confiança o comprador tem no profissional.

3 – Ofereça um atendimento transparente e apresente soluções viáveis

É claro que uma relação de confiança precisa ser baseada em honestidade. Portanto, é essencial que o corretor seja sincero em todas as informações passadas ao cliente e que todos os seus argumentos de venda sejam baseados em fatos. Não minta sobre data de entrega de apartamento, sobre o estado de conservação de um imóvel ou sobre a segurança de um bairro.

Para garantir a venda – e uma boa reputação no mercado de venda de imóveis – diga sempre a verdade, mas apresente soluções que ajudem a contornar possíveis hesitações. Se o imóvel precisar de algumas reformas, por exemplo, ofereça o contato de um profissional de confiança, que cobre um preço justo para realizar o serviço, ou avalie a possibilidade de negociar um desconto no valor da propriedade.

4 – Prefira perder uma venda do que um cliente

Não tente empurrar um imóvel a todo custo para um potencial comprador. Mostre a seus clientes que, para você, mais importante do que fechar a venda é garantir a satisfação do futuro dono da casa ou apartamento. Se o imóvel, de fato, não for o que o cliente precisa, de nada adianta usar os seus argumentos para convencê-lo. Nesse caso, pode ser melhor não fechar a venda daquele imóvel, mas conquistar um cliente para negociações futuras.

Autor do Post: Gilberto Britto

Mais de 25 anos de experiência no mercado imobiliário, corretor, administrador, Avaliador e Perito Forense Imobiliário e Ambiental, Imortal e Embaixador da Academia de Letras do Brasil, Bacharel em Ciência da Computação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Pós-Graduado em Análise de Negócios e da Informação pelo Instituto de Educação Tecnológica de Minas Gerais, Mestre em Filosofia e Literária e Doutor em Filosofia e Psicologia pela Emill Brunner University e Association American World Universities and Colleges – AAWUC, Técnico em Transações Imobiliárias (TTI) pelo Instituto Arnaldo Prieto do Rio de Janeiro, Avaliador e Perito Imobiliário e Ambiental pela Unimóveis de Minas Gerais, Certified International Property Specialist pela National Association of Realtors, Personal & Professional Coaching e Certified Executive Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching, Professional Coaching Practitioner pela ABRACOACHING, Assessment Alfa pela Worth Ethic Corporation, sólida carreira marcada em empresas de porte, palestrante, coach. Atualmente é Diretor do Grupo Britto, Conselheiro e Membro da Comissão de Ética e Fiscalização Profissional do CRECI/MG, Consultor e Professor em instituições de ensino superior, Agente de Propriedade Industrial do INPI, Membro e Professor da CMI/SECOVI-MG e SINDUSCON-MG, Membro do Comitê Brasileiro e Organismo de Normalização Setorial da ABNT (Construção Civil, Informação e Documentação), Membro da International Coach Federation. Foi agraciado pelo Centro Nacional de Formação Superior Ibero-Americano e pela Academia de Letras do Brasil com o Grau Honorífico de Catedrático em Avaliação e Perícia de Imóveis e também Tópicos Especiais de Engenharia. Ministra cursos nas áreas de gestão empresarial, construção civil, engenharia, avaliação e perícia imobiliária e ambiental, real estate e coaching.