Site Loader

As incorporadoras viram-se às voltas com diversos anúncios de mudanças em regras e programas que podem mexer profundamente com seus negócios. Os dois principais alvos foram o programa Minha Casa, Minha Vida, e o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). Confira, abaixo, as conclusões de banco de investimentos:

 

A – Mudanças nas regras do FGTS:

Três alterações propostas pela Medida Provisória 889, aprovada pela Câmara e encaminhada para o Senado, teriam grande repercussão no Minha Casa, Minha Vida: o aumento do saque único de contas de R$ 500 para R$ 998; o fim da multa de 10% sobre demissões sem justa causa e a redução dos subsídios para crédito a famílias de baixa renda.

A retirada da multa do FGTS causará um impacto no total de recursos disponíveis para o crédito imobiliário; e o corte dos subsídios restringirá o acesso de famílias de baixa renda ao Minha Casa, Minha Vida. Contudo, os bancos apostam que as turbulências ocorrerão apenas no curto prazo. Passada a fase de adaptação.

 

B – Problemas na liberação dos recursos do Minha Casa, Minha Vida:

As incorporadoras e os clientes reclamaram de dificuldades para obter o dinheiro. O governo afirma que está resolvendo a situação. Trata-se de um problema passageiro, que não compromete a atratividade dos papéis das companhias. Passado o susto de curto prazo, os bancos acreditam que elas continuarão interessantes, do ponto de vista de valuation.

 

C – Corte na taxa de financiamento imobiliário:

Após a última queda da Selic, três bancos reduziram suas taxas para a venda de imóveis. O custo total do financiamento pode cair entre 8% e 9% para cada corte de 100 pontos-base nas taxas de crédito. Isso pode, efetivamente, contribuir para a aceleração das vendas e para a recuperação dos valores dos imóveis, que ainda estão 25% abaixo da média histórica.

 

D – Forte aumento no crédito imobiliário:

A Abecip, que representa as instituições de financiamento de imóveis, informou que as operações cresceram 38% em setembro, em relação a um ano antes. Os bancos esperam que uma recuperação mais intensa do mercado imobiliário em 2020, sustentada pelo barateamento do crédito e pela maior oferta de recursos.

 

E – Aumento do número de licenças para construção:

Apenas no terceiro trimestre de 2019 a cidade de São Paulo concedeu 59 licenças de construção, o que representa novos empreendimentos. A tendência é de aceleração dos lançamentos, à medida que as condições de mercado melhorarem.

Autor do Post: Gilberto Britto

Mais de 25 anos de experiência no mercado imobiliário, corretor, administrador, Avaliador e Perito Forense Imobiliário e Ambiental, Imortal e Embaixador da Academia de Letras do Brasil, Bacharel em Ciência da Computação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Pós-Graduado em Análise de Negócios e da Informação pelo Instituto de Educação Tecnológica de Minas Gerais, Mestre em Filosofia e Literária e Doutor em Filosofia e Psicologia pela Emill Brunner University e Association American World Universities and Colleges – AAWUC, Técnico em Transações Imobiliárias (TTI) pelo Instituto Arnaldo Prieto do Rio de Janeiro, Avaliador e Perito Imobiliário e Ambiental pela Unimóveis de Minas Gerais, Certified International Property Specialist pela National Association of Realtors, Personal & Professional Coaching e Certified Executive Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching, Professional Coaching Practitioner pela ABRACOACHING, Assessment Alfa pela Worth Ethic Corporation, sólida carreira marcada em empresas de porte, palestrante, coach. Atualmente é Diretor do Grupo Britto, Conselheiro e Membro da Comissão de Ética e Fiscalização Profissional do CRECI/MG, Consultor e Professor em instituições de ensino superior, Agente de Propriedade Industrial do INPI, Membro e Professor da CMI/SECOVI-MG e SINDUSCON-MG, Membro do Comitê Brasileiro e Organismo de Normalização Setorial da ABNT (Construção Civil, Informação e Documentação), Membro da International Coach Federation. Foi agraciado pelo Centro Nacional de Formação Superior Ibero-Americano e pela Academia de Letras do Brasil com o Grau Honorífico de Catedrático em Avaliação e Perícia de Imóveis e também Tópicos Especiais de Engenharia. Ministra cursos nas áreas de gestão empresarial, construção civil, engenharia, avaliação e perícia imobiliária e ambiental, real estate e coaching.